Hiperbólico

Quem somos?

Pergunta interessante. Pergunta profunda e filosófica. Mas deixando de lado muitos “ês” e “porquês” podemos dizer que o Hiperbólico é feito por pessoas comuns que buscam, contrariamente, sair um pouco desse comum para pensá-lo de modo crítico e livre.

Objetivamente, o Hiperbólico visa a democratização dos recursos teóricos e metodológicos da filosofia na avaliação dos mais variados assuntos que cercam as pessoas cotidianamente. Visa, com isso, popularizar os saberes tidos como “acadêmicos”, aqueles produzidos nas universidade e centros de pesquisa, colocando nossos ouvintes, expectadores e leitores em contato com uma variedade de perfis de pesquisadores, de teorias e de conceitos do mundo filosófico e científico.

Entendemos que popularizar e democratizar a filosofia significa tornar mais presente o exercício da reflexão, da interrogação, do questionamento, enfim, da dúvida. O próprio nome desse nosso canal de escritos, de áudios e de vídeos na internet remete a esse peculiar aspecto da filosofia. O termo hiperbólico faz menção ao exercício de inquirições e de questionamentos inesgotáveis que qualquer sujeito pode realizar a respeito de tudo que o cerca e mesmo em relação a si mesmo. Por esse motivo, nós do Hiperbólico buscamos não nos contentarmos com algum posicionamento já estabelecido, algo dogmático, mas sim promover a abertura, o diálogo e a reflexão constante que colocam o conhecimento em movimento. Assim nosso lema, situado no interesse em colocar sempre as “perguntas em movimento”.

Com o objetivo de promover esse movimento, disponibilizaremos diversos conteúdos produzidos por diferentes pessoas comprometidas com certa atitude filosófica questionadora, uma “atitude hiperbólica”. Essas contribuições serão periodicamente oferecidas através das seguintes seções:

PODCAST: Quinzenalmente, nas segundas-feiras, uma questão cotidiana será tratada por nós, coordenadores do Hiperbólico, e por convidados mais que especiais e especializados.  Você pode assinar o feed do podcast e nos acompanhar por aqui mesmo pelo site ou pelo aplicativo de smartphone de sua preferência.

O Hiperbólico conta com muitos colaboradores e convidados e é coordenado por Douglas Lopes e Márcio Jarek.

Douglas Lopes é pai da Estela, poeta e professor de filosofia com mestrado sobre filosofia da mente. Se alguém quiser conferir suas “credenciais mais formais” segue o link de seu currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7818615950975683

Márcio Jarek é igualmente professor de filosofia com mestrado e doutorado sobre o pensamento do filósofo alemão Walter Benjamin. Seu currículo Lattes pode ser acessado no seguinte link: http://lattes.cnpq.br/4520414020505730

Maurício Bueno da Rosa  é também professor de filosofia com doutorado em Educação pela UFSC sobre a obra de Merleau-Ponty. Seu currículo Lattes pode ser acessado no seguinte link: http://lattes.cnpq.br/9881608222559155

Educação Universitária, Educação Primária e Secundária e Filosofia

Assine:

Episódios Mostrando página 1 de 2 (15 episódios)

#15 Por que estudar Foucault?

Saudações pessoal!
Neste episódio trazemos o bate-papo, que estávamos devendo desde o ano passado, com os nossos amigos, os professores e pesquisadores, Daniel Galantin (Universidade Estadual de Londrina) e Thiago Ribas (Universidade Federal do Rio de Janeiro) sobre a atualidade do pensamento do filósofo francês Michel Foucault.
Em uma conversa gravada no início de 2018 - e que quase se perdeu devido à problemas técnicos - nossos dois convidados falam aos ouvintes do Hiperbólico "um pouco de tudo" sobre Foucault. Tratam da trajetória pessoal e intelectual do pensador, de seus temas, estilos e métodos de pesquisa filosófica, da recepção e tradução no país e, principalmente, trazem os problemas - mais que atuais - que o filósofo abordou e que ajudam à responder à pergunta: "Por que estudar Foucault?".
Enfim, é uma conversa para quem quer conhecer um pouco mais sobre o que pensava esse importante filósofo contemporâneo, mas também é uma significativa apresentação para aqueles que podem ser considerados já "iniciados" na filosofia.
Pois bem... desde já agradecemos a espera e a escuta!
Curta e compartilhe por favor!
Bora lá!
 Ficha técnica do episódio:
#15 Por que estudar Foucault?
Duração: 1:51’01”
Data: 03/10/2019
Produção: Douglas Lopes e Márcio Jarek.
Convidados: Daniel Verginelli Galantin (http://lattes.cnpq.br/3881064026467115) e Thiago Fortes Ribas (http://lattes.cnpq.br/7201446308411067)
Trilha sonora utilizada: 
  • Ao longo do episódio você ouvirá diferentes composições do álbum "Experimentos"do projeto "Grêmio Recreativo Escola de Teste Acadêmicos do Centro de Pesquisa Científica" do artista curitibano Dráuzio Almeida. Trabalho disponível no link: https://gretacpc.bandcamp.com.
Livros e reportagens mencionados no episódio:
No táxi com Michel Foucault. Revista Cult. 17 de jul. de 2017. Disponível em: https://revistacult.uol.com.br/home/no-taxi-com-michel-foucault
FONSECA, Angela; GALANTIN, Daniel; RIBAS, Thiago. (Org.) Políticas não-identitárias.  São Paulo: Intermeios, 2017.
RIBAS, Thiago. Foucault: Saber, verdade e política. São Paulo: Intermeios, 2017.

#14 O que as abelhas podem nos ensinar?

Ficha técnica do episódio:
#14 O que as abelhas podem nos ensinar?
Duração: 78’37”
Data: 11/07/2019
Produção: Douglas Lopes, Márcio Jarek e Maurício Bueno.
 
Trilha sonora utilizada: 
  • Canção de abertura “God Save de Queen” da banda inglesa de rock punk Sex Pistols. Ao longo do episódio você ouvirá outras canções da mesma banda, bem como  trechos da canção "Geléia Geral" de Gilberto Gil e Torquato Neto (do álbum clássico "Tropicália ou Panis et Circenses"), trecho da canção "Pomp and circumstance" de Edward Elgar (trilha do filme Bee Movie) e passagens da canção popular infantil "The Bees Go Buzzing".
 
Algumas reportagens, filmes e livros mencionados no episódio:
Abelhas são declaradas os seres vivos mais importantes do mundo. Revista Hypeness 01 de dez. de 2018. Disponível em: https://www.hypeness.com.br/2018/12/abelhas-sao-declaradas-os-seres-vivos-mais-importantes-do-mundo/
Morte de meio bilhão de abelhas é consequência de agrotóxicos. Jornal da USP. 05 de abr. de 2019. Disponível em: https://jornal.usp.br/atualidades/morte-de-meio-bilhao-de-abelhas-e-consequencia-de-agrotoxicos/
 
 
BEE MOVIE - A HISTÓRIA DE UMA ABELHA (Bee Movie), EUA, 2007, 95 minutos. Direção: Simon J. Smith, Steve Hickner. 
 
 
 
ARISTÓTELES. A história dos Animais. Tradução de Maria de Fátima Souza e Silva. São Paulo: Martins Fontes, 2008.
 
 
 
ARISTÓTELES. A política. Traduzido por Roberto Leal Ferreira. São Paulo: Martins Fontes, 2002.
HEGEL, G.W.F. Fenomenologia do Espírito. São Paulo: Ed. Abril, Col. Os Pensadores, XXX, 1974.
 
MANDEVILLE, Bernard de. A Fábula das Abelhas ou Vícios Privados, Benefícios Públicos, São Paulo: Editora Unesp, 2017.
 
 
 
MONTAIGNE. Os ensaios. Tradução de Rosemary Costhek Abílio. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
 
Para saber mais e para se engajar:
GREENPEACE - SALVEM AS ABELHAS - https://doe.greenpeace.org.br/salve-as-abelhas
SOS ABELHA SEM FERRÃO - http://sosabelhassemferrao.com.br/site/
 

#13 O que é pessimismo?

Quanto tempo né!?
Pois é... depois de uma longa pausa, motivada por uma série de questões pessoais de toda a turma, finalmente voltamos!
Neste episódio poderão conferir as observações do Prof. Vilmar Debona da Universidade Federal de Santa Maria sobre um tema quase um estado de espírito ou condição existencial, o pessimismo.
A partir da pensamento do filósofo alemão Arthur Schopenhauer, o Prof. Vilmar nos levará a reflexão sobre a importância do pessimismo para a conquista de uma importante sabedoria de vida. Contrariando a imposição de uma vida em que somos quase obrigados a estarmos sempre felizes e alegres, o pessimismo, muito diferente de um estado depressivo a ser evitado, pode se tornar uma indispensável arma de sobrevivência crítica na atualidade.
Pois bem... desde já agradecemos a espera e a escuta.
Curta e compartilhe por favor!
Bora lá!

#12 O que é inteligência?

https://hiperbolico.com.br/2018/03/24/12-o-que-e-inteligencia/#more-1338


Olá amigos do Hiperbólico!


Neste episódio contamos com a presença de nosso amigo Leandro Kruszielski para uma conversa sobre o instigante tema da inteligência. Leandro é psicólogo, professor e pesquisador do Setor de Educação da UFPR (http://lattes.cnpq.br/2524523522288002) e nos ajudará a compreender melhor a definição de inteligência, onde ela começa (ou “mora”) e se é possível desenvolvê-la para nos tornarmos “mais inteligentes”.  O tema é tratado em muitas áreas de pesquisa e reflexão, está presente constantemente no debate filosófico da contemporaneidade, mas mesmo assim, por vezes, segue incompreendido. 


Pretendemos tratar do tema da inteligência a partir de sua trajetória história na psicologia conferindo as definições dos principais pensadores que contribuíram para a pesquisa nessa área e, além disso, nosso objetivo é adotar uma linguagem que, mesmo rigorosa cientificamente, seja também acessível à todos de forma didática e esclarecedora sobre o assunto.


Ainda, o professor Leandro nos ajudará a compreender os detalhes, os impasses e as polêmicas relacionados ao tema que estão em voga nos dias de hoje, que suscitam muitas curiosidades e que, em algumas situações, geram ainda muitos enganos, mitos e equívocos. 


Mais uma vez agradecemos por terem escolhido o Hiperbólico e desejamos a todos uma excelente escuta!


Ah… em tempo… se gostar desse episódio… não esqueça de compartilhá-lo com seus amigos e deixar seus comentários!


Bora lá e até a próxima!



Ficha técnica do episódio:


#12 O que é inteligência?


Duração: 53’41”


Data: 24/03/2018


Produção: Douglas Lopes, Márcio Jarek e Maurício Bueno.


Trilha sonora utilizada: 

  • Albúm “Águas da Amazônia” (1999) composição do renomado músico americano Philip Glass para o grupo musical brasileiro “Uakti”. O grupo Uakti terminou em 2015 e se diferenciava pelo fato de construir seus próprios instrumentos musicais. Nada mais inteligente não acham? Você poderá conferir esse álbum no seguinte link: https://www.youtube.com/watch?v=LV1BJfnWCys

 


Livros, reportagens e vídeos mencionados no episódio:


PESSOA, Fernando. O livro do desassossego. Lisboa: Luso Livros, 2016. Disponível em: https://www.luso-livros.net/wp-content/uploads/2013/11/Livro-do-Desassossego-.pdf


 


 


CÉREBRO turbinado: as técnicas e remédios para melhorar a mente. Revista GQ Brasil. 25 de jun. de 2017. Disponível em: http://gq.globo.com/Corpo/Saude/noticia/2017/06/cerebro-turbinado-tecnicas-e-remedios-para-melhorar-mente.html


 


SEM LIMITES
(Limitless), EUA, 2011, 105 minutos. Direção: Neil Burger. Elenco: Abbie Cornish, Bradley Cooper, Daniel Breaker, Jennifer Butler, Robert De Niro.


 


 


 


 


 


EKUNI, R.; ZEGGIO, L.; BUENO, O. F. A. Caçadores de Neuromitos: o que você sabe sobre seu cérebro é verdade. São Paulo: Editora Memnon, 2015.


 


 


Para aprofundar o tema:


Episódio #90 do podcast Naruhodo intitulado “O que é inteligência?” (46 min). Disponível em: http://www.b9.com.br/76934/naruhodo-90-o-que-e-inteligencia/


Episódio “Inteligência” (5 min) do canal “Minutos Psíquicos”. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=j5vUOkdurCA


Episódio “De onde vem os gênios?” (8 min) do canal “Nerdologia”. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=L2sidVgRnbY



#11 O que é ideologia?

Saudações amigos!
Já parou pra pensar que o que você pensa ser real pode não passar de uma fantasia ilusória?
Pois bem... se você já fez questionamentos desse tipo... você esta começando a entrar no campo de crítica das chamadas ideologias que podem recobrir a verdade que temos sobre nosso dia a dia.
Assim, nesse episódio, vamos explorar um pouco mais sobre o significado e a caracterização do que ficou conhecido historicamente como ideologia. Da origem do termo lá no século XVIII aos seus significados na era das redes sociais da internet, passando pelo materialismo histórico e pelas apropriações no campo educacional, nós pretendemos realizar o início de uma dissecação crítica do termo e propor uma instigante reflexão sobre a atualidade do tema.
Por fim... se é possível eliminarmos de uma vez por todas a ideologia não sabemos, mas temos a certeza de que irá gostar desse episódio do hiperbólico!
Desejamos a todos e todas uma ótima escuta e esperamos os seus comentários!
Bora lá e até a próxima!

Ficha técnica do episódio:
#11 O que é ideologia?
Duração: 51'43"
Data: 19/02/2018
Produção: Douglas Lopes, Márcio Jarek e Maurício Bueno.
Trilha sonora utilizada: 
  • Trilha sonora da adaptação cinematográfica do livro clássico da ficção científica "1984". A trilha foi composta pela grupo Eurythmics que foi um duo musical britânico formado em 1980 por Annie Lennox e Dave Stewart e ficou ativo durante toda a década de 80. A história dos dois começou ainda nos anos 70 em bandas convencionais de rock, antes de se firmarem como um dos mais interessantes e originais nomes dos anos 80 e 90.Você pode conferir a trilha sonora no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=jDNoyf1h9G0
  • Sempre ao falarmos em ideologia, a maioria da pessoas lembra do canção "Ideologia" cantada pelo músico carioca Cazuza nos anos de 1980. Com música de Roberto Frejat e letra de Cazuza, Ideologia é a faixa-título do terceiro álbum solo de Cazuza. Além disso, é a canção que abre o primeiro álbum do compositor após a confirmação de que ele era aidético. Considerada a melhor canção de sua carreira solo, Ideologia levou o prêmio de música do ano, em 1988. Com a canção, Cazuza diz buscar uma ideologia, sem perceber que naquela obra estava sendo escrita uma ideologia. A ideologia crítica, que o consagrou como um dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos.
https://www.youtube.com/watch?v=b9_6U_nX0Pg

#10 O que é esclarecimento?

Olá amigos do hiperbólico!
No episódio de hoje falaremos sobre o esclarecimento tal como formulado por Immanuel Kant, filósofo alemão que viveu durante o século XVIII conhecido como o século do Iluminismo.
Faremos uma abordagem que não se pretende demasiada técnica, mas algo acessível aos mais variados públicos, cumprindo o nosso objetivo de fazer uma exposição introdutória sobre os principais conceitos relacionados ao esclarecimento kantiano e sua presença nos dias de hoje, principalmente quando buscamos compreender a natureza humana.
Nesse sentido, chamamos atenção para os conceitos de menoridade, de uso público da razão e de autonomia, que juntamente com referências da cultura contemporânea podem nos ajudar a conhecer a riqueza da obra de Kant.
Agradecemos a escolha pelo nosso podcast e desejamos a todos uma boa escuta!
Bora lá e até a próxima!
 

#9 Feedback aos ouvintes: retrospectiva 2017/perspectivas 2018

Saudações caros ouvintes do hiperbólico!
Depois de um certo tempo sem darmos as caras... estamos de volta... o Hiperbólico está voltando!
Esse curto episódio serve como um necessário feedback aos nossos queridos ouvintes. Nele apresentamos uma rápida retrospectiva dos temas e convidados que circularam pelos microfones do Hiperbólico em 2017. Também falamos uma pouco sobre a repercussão do nosso podcast e até onde chegamos até o presente momento. (Nosso plano secreto é dominar o mundo! hehehehe)
Por outro lado, também indicamos algumas perspectivas para o ano de 2018 e algumas de nossas intenções para o ano que se inicia. Será um ano "quente" de temas que poderão ser explorados nos episódios do Hiperbólico!
Bom... independentemente no que rolar ao longo de 2018, gostaríamos de agradecer a escuta ao longo de 2017 e pedir, mais uma vez, que continuem conosco e tragam mais gente. Afinal... nossa existência enquanto site e podcast de filosofia depende de vocês!!!
Além de compartilhar com os amigos, os familiares e até mesmo com seus inimigos os episódios do Hiperbólico, mande seus comentários, dúvidas, sugestões e críticas para nosso email contato@hiperbolico.com.br.
Bora lá e até a próxima!
 

#8 O que é mitologia?

Ficha técnica do episódio:
#7 O que é mitologia? O poder e a atualidade o mito.
Duração: 01:12
Data: 09/11/2017
Produção: Douglas Lopes, Márcio Jarek e Maurício Bueno.
Trilha sonora utilizada: 
Stilnovisti ​- ​Grupo ​musical ​de ​Curitiba formado por Aguinaldo Martinucci ​e que possui um estilo híbrido, com referências que vão do rock alternativo à música erudita, passando pelo jazz e pela MPB.  Iniciaram suas atividades no segundo semestre de 2009.  Canções disponíveis em https://soundcloud.com/stilnovisti/sets/stilnovisti-intertextualit
Se você é compositor, envie a sua trilha para sonorizar o Hiperbólico através do email contato@hiperbolico.com.br ou do formulário disponível na postagem.
 https://goo.gl/forms/tBXCBmAWZsO8mdMv2
Livros e reportagens mencionados no episódio:
ADORNO, Theodor W, HORKHEIMER, Max. A dialética do esclarecimento.
Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1995.
BARTHES, Roland. Mitologias. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.
CAMPBEL, Joseph. O poder do Mito. São Paulo: Palas Athena, 1990.
HOMERO. Ilíada. Lisboa: Livros Cotovia, 2005.
HOMERO. Odisséia. São Paulo: Cultrix, 1997.
HESÍODO, Teogonia: a origem dos deuses. São Paulo: Iluminuras, 2007.
Como a mitologia grega fundou a civilização. Revista Aventuras da História. Dezembro de 2012. Disponível em: http://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/antiguidade/como-a-mitologia-grega-fundou-a-civilizacao.phtml 
LÉVI-STRAUSS, Claude. Mito e Significado. Tradução Antônio Marques Bessa.
Coletivo Sabotagem, 1978.
LÉVI-STRAUSS, Claude. Mitológicas. São Paulo: Cosac & Naify, 2004.
VERNANT, Jean-Pierre. As origens do pensamento grego. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996.
VERNANT, Jean-Pierre. Mito e religião na Grécia antiga. São Paulo: Martins Fontes, 2006.
Outros podcasts e vídeos sobre o assunto:
Série Cosmos - Episódio 7 - A espinha dorsal da noite. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=V2B0ofcckIc&index=7&list=PL96wQHzW_46q35ed3-U3SuqhBmhBKpj9P
Mitografias - Papo Lendário - A Grécia lendária - Disponível em: http://www.mitografias.com.br/2011/01/papo-lendario-36-a-grecia-lendaria/
Nerdcast - Homens e monstros da mitologia grega. Disponível em: https://jovemnerd.com.br/nerdcast/nerdcast-205b-homens-e-monstros-da-mitologia-grega/

#7 Mulheres invisíveis, quem são elas?

Ficha técnica do episódio:
#7 Mulheres invisíveis, quem são elas?O ativismo feminista como uma janela para a humanização
Duração: 01:28
Data: 19/10/2017
Produção: Douglas Lopes, Márcio Jarek e Maurício Bueno.
Convidada:
Priscila Dias (https://www.intimocolorido.com.br)
Trilha sonora utilizada: 
Albúm "A mulher do fim do mundo" de Elza Soares (Link: https://www.youtube.com/watch?v=-m393EagdSk)
Se você é compositor, envie a sua trilha para sonorizar o Hiperbólico através do email contato@hiperbolico.com.br ou do formulário disponível na postagem.
 https://goo.gl/forms/tBXCBmAWZsO8mdMv2
Livros e reportagens mencionados no episódio:
ARENDT, Hannah. A condição humana. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1991.
JESUS, Carolina Maria. O quarto de despejo: diário de uma favelada.São Paulo: Ática, 2004.
Por que homens matam mulheres?  El pais. 09 de jul. de 2017. Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2017/07/08/internacional/1499533272_517542.html
Brasil lembra centenário de escritora que definiu favela como quarto de despejo. Agência Brasil EBC. 14 de mar. de 2014. Disponível em: http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2014-03/brasil-lembra-centenario-de-escritora-que-definiu-favela-como-quarto-de
Outros podcasts sobre o assunto:
Mamilos - Sobre a Lei Maria da Penha - Disponível em: http://www.b9.com.br/66662/mamilos-78-lei-maria-da-penha-e-derrotas/
Anticast - Projeto Humanos
https://soundcloud.com/projetohumanos
Sugestões de livros, filmes e sites para aprofundamento:
DAVIS, Angela. Mulheres, raça e classe. S.Paulo: Boitempo, 2016
Os documentários "Lute como uma menina" (2015) de Flávio Colombini e Beatriz Alonso (https://www.youtube.com/watch?v=8OCUMGHm2oA) e "O aborto dos outros" (2008) de Carla Gallo (https://www.youtube.com/watch?v=de1H-q1nN98)
O filme "Que horas ela volta" (2015) de Anna Muylaert.
O vídeo explicativo de Priscila Dias sobre as atividades de sua ONG se encontra no youtube no seguinte link: https://www.youtube.com/user/PriscilaIntimo
Também visite o site e ajude a ONG Íntimo Colorido:
https://www.intimocolorido.com.br/
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=hZqZyT5qbhg&w=480&h=277]

#6 O que é filosofia latino-americana?

Ficha técnica do episódio:
#6 O que é filosofia latino-americana?
Duração: 02:04
Data: 15/07/2017
Produção: Douglas Lopes, Márcio Jarek e Maurício Bueno.
Convidados:
Lucas Lipka Pedron (http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K8052225D7).
Rafael Athayde
Trilha sonora utilizada: 
Albúm "El Cuarto de Tula" do grupo musical cubano Buena Vista Social Club (Site: http://www.buenavistasocialclub.com/)
E tangos eletrônicos dos argentinos da Gotan Project (Site: http://www.gotanproject.com/)
Se você é compositor, envie a sua trilha para sonorizar o Hiperbólico através do email contato@hiperbolico.com.br ou do formulário disponível na postagem.
 https://goo.gl/forms/tBXCBmAWZsO8mdMv2
Livros e reportagens mencionados no episódio:
ARANTES, Paulo Eduardo. Um Departamento Francês de Ultramar: Estudos sobre a formação da cultura filosófica uspiana. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.
CPI da Funai aprova relatório que propõe ‘pacotão ruralista’ de leis.  El pais. 16 de mai. de 2017. Disponível em: http://brasil.elpais.com/brasil/2017/05/16/politica/1494888936_500014.html
DUSSEL, Enrique. Filosofia da Libertação: crítica à ideologia da exclusão. Tradução de George I. Maissiat. São Paulo: Paulus, 1995.
DUSSEL, Enrique. Para una ética de la liberacion latinoamericana. Tomos I e II. Ediciones Siglo XXI, Buenos Aires, 1973.
KOPENAWA, Davi & ALBERT, Bruce. A Queda do Céu: palavras de um xamã yanomami. Tradução: Beatriz Perrone-Moisés. São Paulo: Cia das Letras, 2015.
GALEANO, Eduardo. As veias abertas da América Latina. Tradução de Sérgio Faraco. Porto Alegre: L&PM, 2010.
NERUDA, Pablo. Canto geral. Tradução de Paulo Mendes Campos. Rio de Janeiro: DIFEL, 1981.
ZEA, Leopoldo. La filosofia latinoamericana como filosofia sin más. México: Siglo Veintiuno, 1969.
Outros podcasts sobre o assunto:
http://filosofiapop.com.br/podcast/filosofia-pop-045-filosofia-latinoamericana/
Sugestões de sites e documentos para aprofundamento:
SOFISTE, Juarez. Filosofia Latino-americana: filosofia da libertação ou libertação da filosofia? Revista Ética & Filosofia Política (Volume 8, Número 1, junho/2005). Disponível em:  http://www.ufjf.br/pensandobem/files/2009/10/Filosofia-Latino-americana-filosofia-da-liberta%C3%A7%C3%A3o-ou-liberta%C3%A7%C3%A3o-da-filosofia_-Juarez-Sofiste.pdf
Próxima página

Megafono