Hiperbólico

Quem somos?

Pergunta interessante. Pergunta profunda e filosófica. Mas deixando de lado muitos “ês” e “porquês” podemos dizer que o Hiperbólico é feito por pessoas comuns que buscam, contrariamente, sair um pouco desse comum para pensá-lo de modo crítico e livre.

Objetivamente, o Hiperbólico visa a democratização dos recursos teóricos e metodológicos da filosofia na avaliação dos mais variados assuntos que cercam as pessoas cotidianamente. Visa, com isso, popularizar os saberes tidos como “acadêmicos”, aqueles produzidos nas universidade e centros de pesquisa, colocando nossos ouvintes, expectadores e leitores em contato com uma variedade de perfis de pesquisadores, de teorias e de conceitos do mundo filosófico e científico.

Entendemos que popularizar e democratizar a filosofia significa tornar mais presente o exercício da reflexão, da interrogação, do questionamento, enfim, da dúvida. O próprio nome desse nosso canal de escritos, de áudios e de vídeos na internet remete a esse peculiar aspecto da filosofia. O termo hiperbólico faz menção ao exercício de inquirições e de questionamentos inesgotáveis que qualquer sujeito pode realizar a respeito de tudo que o cerca e mesmo em relação a si mesmo. Por esse motivo, nós do Hiperbólico buscamos não nos contentarmos com algum posicionamento já estabelecido, algo dogmático, mas sim promover a abertura, o diálogo e a reflexão constante que colocam o conhecimento em movimento. Assim nosso lema, situado no interesse em colocar sempre as “perguntas em movimento”.

Com o objetivo de promover esse movimento, disponibilizaremos diversos conteúdos produzidos por diferentes pessoas comprometidas com certa atitude filosófica questionadora, uma “atitude hiperbólica”. Essas contribuições serão periodicamente oferecidas através das seguintes seções:

PODCAST: Quinzenalmente, nas segundas-feiras, uma questão cotidiana será tratada por nós, coordenadores do Hiperbólico, e por convidados mais que especiais e especializados.  Você pode assinar o feed do podcast e nos acompanhar por aqui mesmo pelo site ou pelo aplicativo de smartphone de sua preferência.

O Hiperbólico conta com muitos colaboradores e convidados e é coordenado por Douglas Lopes e Márcio Jarek.

Douglas Lopes é pai da Estela, poeta e professor de filosofia com mestrado sobre filosofia da mente. Se alguém quiser conferir suas “credenciais mais formais” segue o link de seu currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7818615950975683

Márcio Jarek é igualmente professor de filosofia com mestrado e doutorado sobre o pensamento do filósofo alemão Walter Benjamin. Seu currículo Lattes pode ser acessado no seguinte link: http://lattes.cnpq.br/4520414020505730

Maurício Bueno da Rosa  é também professor de filosofia com doutorado em Educação pela UFSC sobre a obra de Merleau-Ponty. Seu currículo Lattes pode ser acessado no seguinte link: http://lattes.cnpq.br/9881608222559155

Educação Universitária, Educação Primária e Secundária e Filosofia

Assine:

Ver todos episódios

#15 Por que estudar Foucault?

Saudações pessoal!
Neste episódio trazemos o bate-papo, que estávamos devendo desde o ano passado, com os nossos amigos, os professores e pesquisadores, Daniel Galantin (Universidade Estadual de Londrina) e Thiago Ribas (Universidade Federal do Rio de Janeiro) sobre a atualidade do pensamento do filósofo francês Michel Foucault.
Em uma conversa gravada no início de 2018 - e que quase se perdeu devido à problemas técnicos - nossos dois convidados falam aos ouvintes do Hiperbólico "um pouco de tudo" sobre Foucault. Tratam da trajetória pessoal e intelectual do pensador, de seus temas, estilos e métodos de pesquisa filosófica, da recepção e tradução no país e, principalmente, trazem os problemas - mais que atuais - que o filósofo abordou e que ajudam à responder à pergunta: "Por que estudar Foucault?".
Enfim, é uma conversa para quem quer conhecer um pouco mais sobre o que pensava esse importante filósofo contemporâneo, mas também é uma significativa apresentação para aqueles que podem ser considerados já "iniciados" na filosofia.
Pois bem... desde já agradecemos a espera e a escuta!
Curta e compartilhe por favor!
Bora lá!
 Ficha técnica do episódio:
#15 Por que estudar Foucault?
Duração: 1:51’01”
Data: 03/10/2019
Produção: Douglas Lopes e Márcio Jarek.
Convidados: Daniel Verginelli Galantin (http://lattes.cnpq.br/3881064026467115) e Thiago Fortes Ribas (http://lattes.cnpq.br/7201446308411067)
Trilha sonora utilizada: 
  • Ao longo do episódio você ouvirá diferentes composições do álbum "Experimentos"do projeto "Grêmio Recreativo Escola de Teste Acadêmicos do Centro de Pesquisa Científica" do artista curitibano Dráuzio Almeida. Trabalho disponível no link: https://gretacpc.bandcamp.com.
Livros e reportagens mencionados no episódio:
No táxi com Michel Foucault. Revista Cult. 17 de jul. de 2017. Disponível em: https://revistacult.uol.com.br/home/no-taxi-com-michel-foucault
FONSECA, Angela; GALANTIN, Daniel; RIBAS, Thiago. (Org.) Políticas não-identitárias.  São Paulo: Intermeios, 2017.
RIBAS, Thiago. Foucault: Saber, verdade e política. São Paulo: Intermeios, 2017.

Megafono