Inovação Aberta

O podcast “Inovação Aberta” tem por objetivo promover o conhecimento sobre o que há de mais avançado em projetos de inovação corporativa, transformação digital e empreendedorismo no mundo. Por meio deste canal os leitores poderão se inspirar nas práticas que estão na fronteira da tecnologia e inovação.

Acreditamos que sem inovação um país como o Brasil não tem futuro. Em um momento crítico da história do mundo, no qual a Quarta Revolução Industrial promove transformações não só nos modelos de negócio, mas também na estrutura das sociedades, estar fora deste processo não é uma escolha, é o caminho da obsolescência.

Notícias de Tecnologia, Notícias de Negócios e Notícias diárias

Assine:

Episódios

Podcast #025 - Conheça o CASE, o encontro do ecossistema brasileiro de startups

Nesta segunda-feira, 19 de outubro, começa o CASE, o principal encontro do agentes de inovação do Brasil. Desta vez online, por causa da pandemia. Mas qual a importância deste evento para a densidade de rede do ecossistema de startups? Este é o tema do podcast de hoje.

E ninguém melhor que Amure Pinho, presidente da ABStartups, para falar sobre a importância do CASE para o ecossistema

E como toda startup, o CASE começou pequeno, mas nascendo grande e evoluindo. Amure resume um pouco desta trajetória do começo até 2020, e os motivadores para a realização do evento este ano.

E para você que vai participar do CASE deste ano, o que esperar? Amure detalha para nós as diferenças na experiência de 2020 em relação aos eventos anteriores

É isso, só tenho a agradecer ao Amure por nos dar um pouco do seu tempo e muito de informação. Continue seguindo a gente, entre no nosso grupo do Discord (https://discord.gg/gr653uU) e acompanhe as últimas notícias sobre inovação, transformação digital, tecnologia e empreendedorismo. E você vai ao CASE? Se for, nos vemos lá

Podcast #024 - Quem quer ser banqueiro?

Houve um tempo em que ser banqueiro era coisa para poucos. Precisava ter um bom sobrenome, muito capital, ternos caros, relógios mais caros ainda. Mas com a disrupção trazida pelo open banking, o jogo está virando, e serviços bancários tradicionais estão se tornando commodities. Este é o mundo do Bank as a Service

Assim como temos o Software as a Service, Platform as a Service, e até op Everything as a Service, temos o Bank as a Service. Mas vamos deixar o Lucas Montanini, CEO da Live On, explicar o que é Bank as a Service

A definição que Lucas detalha mais no áudio é que Bank as a Service é a plataforma tecnológica que permite a uma empresa que não é banco oferecer um serviço de banco digital aos seus clientes.

Ou seja, o Bank as a Service é a fronteira da disrupção do setor financeiro, que com a tecnologia está se transformando por caminhos radicais. Leo Monte, diretor de inovação da Sinqia, nos explica o tamanho da transformação.

Ela envolve o uso de dados para dar mais assertividade ao produto financeiro, as possibilidades de integração da infraestrutura dos bancos com as fintechs para dar escala aos produtos financeiros, a conversão de produtos financeiros novos, e novas frentes de concorrência.

Muito complexo? Lucas e Leo nos dão alguns exemplos de projetos que estão acontecendo no Brasil. Exemplos como a da Conta Black, da Holy Digital, de redes de varejo oferendo bancos digitais, de empresas de seguros segmentadas até o seu grupo de amigos pessoais... 

Bancos e não bancos oferecendo serviços financeiros. Já imaginou? E pensar que até outro dia os banqueiros eram considerados os grandes inimigos da sociedade. Em pouco tempo, o banqueiro será você. E seu vizinho que toca bateria no apartamento domingo à noite. E sua tia que te manda gif de bom dia no WhatsApp. E quem você quiser incluir na lista.

Continue seguindo a gente, entre no nosso grupo do Discord (https://discord.gg/gr653uU) e acompanhe as últimas notícias sobre inovação, transformação digital, tecnologia e empreendedorismo. 


Podcast #023 - A era do live commerce chegou. Mas ela já não tinha chegado?

Imagina você assistir um vídeo ao vivo, em que produtos são apresentados e colocados à venda para a audiência. Não, não estamos falando do canal Shoptime na TV, mas do live commerce. Que nada mais é do que uma estratégia de social commerce baseada na combinação das ferramentas de lives em vídeo na internet com estratégias de e-commerce.

Para entender essa tendência, falamos com Alfredo Soares, VP Institucional da VTEX, e Juan d’Antiochia, executivo da Worldpay from FIS. Alfredo e Juan falam de como esta tendência teve início na China, mas tem algumas experiências já no Brasil desde 2016, e na Black Friday do ano passado.

Eles tambpem falam sobre as diferenças entre o live commerce e os antigos canais de vendas pela Televisão, e quais os caminhos técnicos para viabilizar o seu próprio live commerce. Também aprofundam sobre o futuro desta prática, especialmente na integração entre redes sociais e pagamentos

Pois é, hoje você empreendedor que está ouvindo este programa pode ter o seu próprio live commerce ao alcance da sua mão.

Continue seguindo a gente, entre no nosso grupo do Discord (https://discord.gg/gr653uU) e acompanhe as últimas notícias sobre inovação, transformação digital, tecnologia e empreendedorismo. 


Podcast #022 - Até onde pode ir a disrupção do varejo?

Com o avanço do varejo digital, novos modelos de negócio se tornam possíveis, para além do mero “pegue e pague”. A partir da avaliação da jornada do cliente, das suas expectativas, é possível estruturar novos formatos e abordagens para entregar mais valor ao cliente e à cadeia. Até onde pode ir a disrupção do varejo?

E quando falamos em varejo digital, falamos em VTEX. Hoje quem nos explica o potencial da disrupção do varejo é Alfredo Soares, VP Institucional da VTEX. Alfredo, até onde pode ir a disrupção do varejo digital?

Alfredo apresenta modelos diferentes, como assinatura, fidelidade, mudanças de categorização mais inteligentes, e cita exemplos interessantes, como uma loja que consegue alterar a precificação do produto a partir da situação climática da cidade em que está o usuário, calibrando o preço pelo potencial da demanda impactado pelo tempo. 

E do lado do cliente, o que está acontecendo? Tem volta, Alfredo?.

Em sua resposta, ele explica que o que aconteceu é uma disrupção, e as mudanças vieram para ficar. Por isso é tão importante entender a jornada do cliente para oferecer o máximo de valor.

É isso, quando a gente fala com alguém como o Alfredo, ele fala e a gente abaixa a orelha e aprende. Este é o cenário de disrupção do varejo digital.

E se você quer continuar acompanhando o cenário de disrupção e transformação dos negócios, siga a gente no nosso grupo do Discord (https://discord.gg/gr653uU) e acompanhe as últimas notícias. Todos os episódios do podcast são distribuídos lá, assim como as notícias do site, os programas do YouTube, e você ainda pode opinar, sugerir pauta e trocar ideias.


Podcast #021 - O Brasil está atrativo para receber investimento estrangeiro?

O Brasil historicamente sempre foi um dos maiores destinos de investimento estrangeiro. Este ano, antes da pandemia, o cenário não estava bem assim. Agora, com juros internacionais baixos e o dólar acima de R$ 5,00, o Brasil pode estar novamente interessante para o investidor estrangeiro. Vamos entender melhor este cenário.

Emanuel Pessoa, Consultor em Política Econômica Internacional, nos explica um pouco melhor este cenário de atratividade de investimentos. Em sua avaliação, os estímulos monetários oferecidos pelos Banco Centrais aumentam a oferta de capital para investimento no mundo, e o Brasil pode ser o destino.

Um dos desafios para se captar investimentos no Brasil é a questão ambiental, com os investidores internacionais reticentes diante dos incêndios na Amazônia e no Pantanal. Emanuel diz o que fazer na opinião dele. Um dos caminhos apontados é reforçar o compromisso da empresa em fazer ela própria os investimentos ambientais necessários. 

Um projeto interessante de investimento em inovação que cumpre com as exigências ESG (Environmental, Social and Governance) é o Biotic, um parque tecnológico que está sendo desenvolvido em Brasília. Ele está sendo financiado por meio de fundo imobiliário. Falamos com Vitor Bidetti, CEO da Integral BREI, responsável pela estruturação do fundos, sobre o modelo de investimento

É isso, o contexto está muito interessante. Quem nos acompanha no YouTube, por exemplo, viu que falamos sobre os IPOs de startups no Brasil, lá e aqui no Podcast falamos sobre o equity crowdfunding, aqui também já falamos sobre os investimentos em startups, e muita coisa ainda vai acontecer. Quem acompanha o Inovação Aberta fica bem informado. Então segue a gente, se inscreve no nosso canal no Discord e não perca nenhum de nossos conteúdos.


Podcast #020 - Qual o segredo de segurança do Pix

Em 16 de novembro começa a funcionar o Pix, o sistema de pagamentos instantâneo brasileiro. E as instituições financeiras participantes já estão pré cadastrando os interessados para o registro das chaves que começa em outubro. Mas como são os protocolos de segurança do Pix? Este é o tema do podcast de hoje.

Conversamos com Marco Zanini, CEO da Dinamo Networks, que fornece a infraestrutura de segurança do Pix. A Dinamo Networks é uma empresa que fornece criptografia por meio de hardwares conhecidos por Hardware Security Modules (HSM). A criptopgrafia do Pix é feita por meio de HSMs da Dinamo adquiridos pelo Banco Central.

Se você já usou, por exemplo, pagamento por QR Code, você operou em uma infraestrutura de pagamentos proprietária do aplicativo que você usou ou alguma infraestrutura privada, como a da Visa ou da Mastercard. O Pix, por sua vez, é uma infraestrutura aberta, mas que precisa ser segura, porque estamos falando do dinheiro das pessoas.

Marco Zanini explica que o Pix é uma rede relativamente aberta, porque os participantes precisam fazer parte do Sistema de Pagamentos Instantâneo e seguir os protocolos de segurança do Banco Central, com proteção para as mensagens transmitidas na infraestrutura.  

Toda infraestrutura de pagamentos opera em dois níveis. No nível das mensagens, as instituições financeiras informam umas às outras por meio da infraestrutura de pagamentos os dados da transferência e o KYC, sigla em inglês para “conheça seu cliente”, que são as informações de quem está mandando e quem está recebendo dinheiro. No nível da liquidação o dinheiro em si é transferido. No Pix todo esse processo tem que acontecer em 10 segundos.

No Pix, a segurança desta mensageria digital se dá por meio de chaves criptografas assinadas por meio de um certificado digital ICP-Brasil e arquivada dentro de um HSM proprietário da instituição participante do Pix ou em um datacenter contratado que contenha um HSM adequado às normas de segurança do Banco Central. É a criptografia do HSM que assegura que terceiros não tenham acesso à chave criptografada. 

É isso, pessoal. Este é o segredo que dá segurança para o seu dinheiro se movimentar no Pix sem se perder no caminho. Acompanhe o podcast do Inovação Aberta, se inscreva na nossa newsletter ou faça parte do nosso grupo no Discord para acompanhar as novidades.

Podcast #019 - A inovação precisa estar integrada à estratégia

Nesta quarta-feira, 26 de agosto, o portal Inovação Aberta realizou uma mentoria online com Cleber Nascimento, coordenador do programa Invent, da Fundação Certi. O gancho da conversa foi falar sobre como as empresas podem construir relacionamento com startups, mas o objetivo foi apresentar as melhores práticas de gestão da inovação.

Cleber apresentou os quatro pilares de um processo de inovação corporativa, que são:

  • Definir a estratégia, estabelecendo quais as fronteiras de inovação, integrada ao planejamento estratégico da organização
  • Definir o ecossistema e quais são os parceiros externos
  • Fomentar a cultura da empresa
  • Construir um processo de experimentação, no qual a empresa faz e aprende rapidamente
Foram abordadas também práticas como aceleração corporativa, programa de ideias, integração com universidades e mensuração de resultados de um programa de inovação corporativa.

A mentoria online está disponível no nosso canal no YouTube e no podcast. Trata-se de um conteúdo educacional no qual trazemos especialistas do mercado para apresentar conceitos e práticas importantes para o desenvolvimento de um ambiente de negócios mais competitivo. Já foi realizada uma mentoria online sobre OKR, e há outras previstas para serem realizadas.

Podcast #018 - Como a Numenu se reinventou totalmente por causa da pandemia

Imagina você criar um projeto inteiro para atender a uma necessidade específica e, de uma hora para a outra, essa necessidade não existir mais. Foi o que aconteceu com a Numenu, uma plataforma que nasceu para levar conveniência para os carros de aplicativo, mas com o isolamento social acabou se reencontrando em um novo mercado.

Conversamos com Rafael Freitas, fundador e CEO do Numenu. Ele contou como nasceu o projeto, a partir de sua experiência como gestor de projetos de inovação corporativa na Usiminas. Há três anos ele viu que o mercado de compartilhamento de veículos, como Uber e 99, cresceria em patamares exponenciais. Olhando para isso, pensou se não seria interessante oferecer conveniência dentro dos veículos de aplicativo.

Quando veio a pandemia, a Numenu sofreu o impacto e teve que reinventar. O número de chamadas dos aplicativos caiu, e a empresa estava caindo junto. A saída foi se reinventar, olhando desta vez para o mundo dos condomínios residenciais.

E agora, deu certo? Rafael explica que a operação da Numenu está maior que antes, quando operava com os carros de aplicativos.

Como dizemos várias vezes, em todas as crises há sempre um percentual pequeno de empresas que se reinventam e crescem. Como a Numenu. Como pode ser a sua história. Inscreva-se para acompanhar o podcast no seu serviço de streaming, e fique atento que nesta segunda semana de agosto teremos conteúdos novos quase todos os dias.

Podcast #017 - Social commerce, ou a arte de vender pelas redes sociais

Aplicativos de rede social são os mais acessados nos smartphones. Se um bom comerciante está onde seus clientes estão, quer lugar melhor para abrir sua loja que nas redes sociais? No podcast de hoje vamos falar de social commerce.

Conversamos com Rafael Kiso, CMO do mLabs, uma das maiores plataformas de gestão de mídias sociais do Brasil. Rafael nos explicou o que é social commerce. Redes sociais fazem parte da estrutura social humana, Facebook, Twitter e outras são plataformas que viabilizam as conexões. 

Afinal, vender pelas redes sociais é algo para os pequenos negócios ou para os grandes? Rafael Kiso explica. Para os pequenos negócios, é um jeito simples e barato de começar a migrar para o e-commerce. Já para os grandes, a integração da rede social em um conceito omnichannel permite oferecer uma experiência superior ao cliente, transformando-o em um nanoinfluenciador da marca.

O mLabs foi investido recentemente pela Stone, e o objetivo é criar soluções integradas de pagamentos para o social commerce.

É isso. Em tempos de transformação digital do varejo, o social commerce pode ser um caminho acessível. Cadastre-se no serviço de streaming que estiver usando e não perca os próximos episódios do podcast Inovação Aberta.

Podcast #016 - Conheça o Inovativa, maior programa de aceleração do Brasil

Neste final de semana começa o Inovativa Experience, evento que fecha um ciclo de aceleração do programa Inovativa. Este é o maior programa de aceleração do Brasil, uma iniciativa do Ministério da Economia e do Sebrae, operacionalizado pela fundação Certi. Neste programa vamos apresentar e explicar o que é o Inovativa

Conversamos com Rafael Wandrey, Coordenador-Geral de Empreendedorismo Inovador no Ministério da Economia. Rafael nos contou como o Inovativa evoluiu desde sua criação em 2013, quando o foco eram projetos nascidos nas universidades, até agora.

O Inovativa evoluiu com o ecossistema. Se hoje as startups estão mais maduras, o Inovativa também avançou no perfil das empresas aceleradas. Hoje o programa foca em empresas que já estão na etapa de tração.

As inscrições para o segundo ciclo de aceleração do ano estão abertas. Rapaehl Wandrey tambpem falou o que o programa espera das inscritas.

É isso. Quem quiser acompanhar as palestras abertas do Inovativa Experience neste final de semana e no outro vá ao canal do programa no Youtube. E para aqueles que querem se preparar melhor para participar de um programa de aceleração, conheçam o Propulsão, programa de pré-aceleração da Cotidiano.


Próxima página

Megafono