Lugar de Mulher Podcast

As historiadoras Kelly, Maria e Natália vão debater sobre as humanidades, educação, ciência, cultura pop, e sobretudo, o lugar da mulher em todos esses assuntos. ;)

História, Sociedade e Cultura e Educação

Assine:

Episódios Mostrando página 1 de 2 (17 episódios)

#17 - Chernobyl

Baseada nas fitas póstumas do físico nuclear soviético Valery Legasov e na literatura da escritora Svetlana Aleksiévitch, Chernobyl é uma mini-série de cinco episódios lançada em maio de 2019, pela HBO e Sky. Criada por Craig Mazin e dirigida por Johan Renck, a série traz uma visão considera inédita do Ocidente para a União Soviética sobre o trágico acidente no reator 4 da Central Nuclear Vladmir Ilych Lenin, ou usina de Chernobyl, localizada na cidade ucraniana de Pripyat, perto da fronteira com a Bielorrússia, ocorrido em 1986. Neste episódio, examinamos a série, suas incongruências e pontos fortes e importantes para pensarmos os frutos da desestalinização e como utilizar a série como uma ferramenta importante de discussão para os tempos atuais, afinal, o "preço da mentira" não serve apenas para pensar as questões da União Soviética... muito pelo contrário, a mentira nunca esteve tão em voga para nós e devemos continuar refletindo sobre as suas consequências.
-- Descrição completa aqui
-- contato@lugardemulherpod.com

#16 - Antissemitismo, parte 1

Vamos pensar especialmente como o antissemitismo tomou as proporções do século XX e sobre o antissemitismo atual, já que, o antissemitismo não é um assunto novo. Ele não surgiu do nada e nem tomou os contornos no século XX simplesmente porque Hitler era um louco (spoiler: ele não era). Falamos um pouco dos caminhos do antissemitismo na longa duração da história, pensando na discussão sobre moralidade desde a Idade Média e os marcos da Modernidade que tornaram possível que a igualdade se tornasse um problema fundamental. Como a formação dos Estado Nação agravou a “questão judaica” e introduziu o elemento racial? Vem ouvir e aguardem a parte II desse episódio!

-- Descrição completa aqui.
-- contato@lugardemulherpod.com

#15 - Antes só do que com um Coach

Um dos grandes problemas dessa modernidade líquida é o surgimento de resoluções simples para problemas complexos. Eis que surge o coach: palavra que vem do inglês e que quer dizer "treinador", mas que aos poucos foi sendo transformada e ressignificada. O coach hoje em dia é basicamente um guru. Desenvolvimento de liderança, emagrecimento rápido, superação de medos e desafios, busca pelo sucesso, progresso pessoal, sucesso financeiro e profissional: esses são muitos dos objetivos que buscam as pessoas para suprirem suas necessidades em direção a uma suposta vida perfeita. E imagina conquistar todo esse sucesso em um passe de mágica, com resultados concretos em pouco tempo e um “baixo” investimento? Isso e muito mais é o que propõe os coaching no Brasil e no mundo afora. Hoje falamos sobre os perigos dessa abordagem meritocrática, sem recorte de gênero ou classe, e da necessidade de se procurar ajuda psicológica (quem lembra do episódio de Setembro Amarelo?) e não soluções milagrosas. A vida no capitalismo é difícil e insustentável, não acredite em quem te diz o contrário.
* tivemos problemas com a edição final deste episódio, mas já está normalizado. Pedimos desculpas pelo vacilo.
-- Descrição completa do episódio aqui. 
-- contato@lugardemulherpod.com

#14 - Pesquisa em História: uma introdução

Historiadores... do que vivem? Como se alimentam? Como pagam seus boletos? Afinal, eles estudam ou também trabalham? Neste episódio, tentamos fazer uma introdução sobre o que é uma pesquisa em História e como é a rotina de uma pesquisadora. Damos nossas dicas para escrever um projeto honesto (LEIAM SEMPRE O EDITAL, POR FAVOR), falamos sobre como está a situação das bolsas e como é o processo desde a entrada em uma pós-graduação até o momento da defesa. Também conversamos um pouco sobre as nossas experiências pessoais, desafios, desesperos e, principalmente, como é a nossa dedicação à área, que é de grande importância mas infelizmente cada vez mais desvalorizada no nosso país.
* Nossa experiência foi muito pautada na vivência na UFMG e o que conhecemos sobre as algumas universidades no Sudeste. Por falta de conhecimento, não conseguimos contemplar outras regiões no Brasil, pedimos desculpas por isso. :(

-- Descrição completa: http://bit.ly/LdMep14
-- contato@lugardemulherpod.com

#13 - Setembro Amarelo com Gabriela Paschoalini

Segundo a OMS, mais de 90% dos casos de suicídio estão associados a distúrbios mentais e como depressão e ansiedade. No Brasil, ocorre um suicídio a cada 45 minutos. No mundo, ocorre um suicídio a cada 40 segundos. E por que até hoje nos recusamos a falar sobre suicídio e sobre depressão?
 A depressão, apesar de ser uma doença grave que faz com que a pessoa se sinta sozinha, desamparada e sem interesse por nenhuma das atividades que normalmente a deixavam feliz, não é vista nem tratada com a mesma seriedade que outras doenças que afetam o nosso corpo. Ainda há muito preconceito e desinformação sobre a necessidade dos cuidados com a mente. A campanha do Setembro Amarelo foi criada para levantar a conscientização e para nos alertar que o suicídio é algo muito mais comum do que a gente pensa. Busque tratamento, busque ajuda!
 No episódio de hoje, chamamos a maravilhosa @gabrielapaschoalini.psi, psicóloga formada pela PUC-Minas pra falar sobre a campanha do Setembro Amarelo e sobre a conscientização do suicídio e a importância da empatia ao lidar com a depressão. Formada por um viés humanista, Gabriela reforçou que ao lidar com isso, precisamos falar menos e ouvir mais. Conversamos sobre algumas pequenas ações que os familiares e amigos podem tomar que podem ajudar a pessoa que está passando por esse período depressivo. O mais importante de tudo é estar presente, ainda que em silêncio! Precisamos parar de banalizar os problemas mentais e a nos cuidar. Precisamos falar sobre suicídio e reforçar a importância de procurar ajuda! Fiquem vivas! 💛

-- Descrição completa do episódio aqui
-- contato@lugardemulherpod.com

#12 - Distopias do século XXI: terraplanismo e anti-cientificismo

Após a Revolução Francesa houve o que muitos autores chamam de processo de secularização, onde a religião deixou de ser o centro da vida individual e a única fonte para explicar os fenômenos do planeta. O ser humano passou a buscar outras formas de compreender a sua existência a sua atuação no mundo, e dai diversas vertentes surgiram, com base não apenas no pensamento científico mas também utópicos. No entanto, permaneceu o vazio simbólico e a necessidade de pertencimento, que no século XX foi ocupada pelos ideais dos regimes totalitários, mas atualmente assistimos as mais diversas - e bizarras - disputas pela "verdade" ocultada pelas escolas e cientístas.
Por que essas teorias ganharam tanta força nos últimos tempos? Como podemos dialogar com esse apelo cada vez maior nas disputas de narrativa? A partir do documentário da Netflix chamado A Terra é Plana (Flat Earth), discutimos o âmbito da crença, a construção dos mitos e a negação da intelectualidade nestas distopias.
-- Descrição completa do episódio aqui.
-- contato@lugardemulherpod.com

#11 - Visibilidade Lésbica com Letícia Reis

O dia 29 de agosto é reconhecido como o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica. ​A data foi criada em 1996, durante o 1° Seminário Nacional de Lésbicas (atual Senalesbi). Durante todo esse mês, coletivos, instituições, grupos (e quem mais quiser colar), buscam lembrar a existência da mulher lésbica, as violências sofridas por nós e as pautas que nos tocam diretamente. Pensando nessa data tão importante, batemos um papo maravilhoso com a Letícia Reis, graduanda em História na UFMG, sapadramática e pesquisadora de gênero, que contou um pouquinho sobre sua vivência enquanto mulher negra e lésbica.
Discutimos sobre a diferença entre visibilidade e representatividade, e qual a importância de ambas para a sociedade. Conversamos sobre a violência e discurso do opressor, fetichização e objetificação da relação entre mulheres, sobretudo negras, violência médica e, claro, sobre o medo que infelizmente ainda caminha ao lado das lésbicas.
-- Descrição completa: http://bit.ly/LdMep11 
-- contato@lugardemulherpod.com

#10 - Autoimagem e moda com Nina Lanza

É notório perceber com o estilo, as tendências e a chuva de propaganda que somos colocadas todos os dias influenciam na nossa autoestima. Muitas mulheres se sentem presas a roupas que não as servem mais, com a perspectiva de que tem que guardar aquela roupa para quando emagrecerem ou algo do tipo. Pensando em questões como essa, nossas hosts Kelly e Maria bateram um papo maravilhoso com a consultora de moda mineira Nina Lanza, que contou pra gente um pouquinho da sua experiência e vários causos sobre autoestima e moda. Como fugir do padrão imposto pela mídia e criar seu próprio estilo? Como entender do que gostamos? Bora escutar esse episódio lindo e chutar a porta do exército do padrãozinho, afinal, se sentir bonita vai muito além disso: é se reconhecer no espelho, é achar que pode dominar o mundo com aquela roupa!
-- Descrição completa: http://bit.ly/LdMep10
-- Fala com a gente: contato@lugardemulherpod.com

#09 - Os homens das séries que crescemos assistindo

Quais foram os homens “heróis” e queridinhos das séries que crescemos assistindo e como isso impactou a nossa geração na hora de escolher os nossos futuros namorados? Ter como exemplo esses "homens ideais" e suas formas tóxicas de se relacionarem influenciou na nossa busca por nossos pares, o que muitas vezes fez com que aceitássemos relacionamentos abusivos por acreditarmos que aquilo era o correto.
Você se livraria dos seus cachorros por causa do seu namorado? Pois foi o que o mocinho Ted Mosby (How I Met Your Mother) pediu para Robin, por serem presentes de ex-namorados. Discutimos um pouco sobre a dicotomia entre o nerd versusbad boy, como Dean e Jess em Gilmore Girls. Personagens que não sabem respeitar o "não" de suas parceiras. Homens "problemáticos" e agressivos (Ryan - The O.C.) que são "consertados" por mulheres. E, claro, não poderiamos deixar de comentar sobre o nosso troféu de estrume, ROSS GELLER (Friends), que não apenas destratou e retratou Rachel como uma mulher inferior e injusta, como ainda protagonizou cenas lamentáveis de lesbofobia.

-- Descrição completa: http://bit.ly/Ep09LugardeMulher
-- Fala com a gente: contato@lugardemulherpod.com

#08 - Ser Mulher e Educadora no YouTube: o papel atual da História com Débora Aladim

Nesse episódio nossas hosts, donas e proprietárias recebem mais uma mulher da história-UFMG. Na primeira edição do Lugar de Mulher com uma convidada, falamos com a Débora Aladim, formanda em história, mulher, youtuber da área de educação e blogueira famosa da UFMG. Como nossos ouvintes já sabem, a conversa começa com questões aparentemente simples e termina com muitas fritações sobre assédio, sobre o papel da mulher na educação e o que se é esperado dela, sobre vida acadêmica e sobretudo sobre o papel atual da História e das historiadoras nesse contexto atual de ascensão do conservadorismo. Precisamos ocupar novos espaços e abarcar novas mídias e esse episódio é um reflexo dessa nossa tentativa. Estamos muito felizes com o resultado desse papo, obrigada mais uma vez Débora pela parceria!

-- Descrição completa: http://bit.ly/Ep08LugardeMulher
-- Fala com a gente: contato@lugardemulherpod.com
Próxima página

Megafono