Megafono

Na nossa missão de estar presente na entrega de conteúdo, acreditamos que nosso objetivo é tirar das mãos do produtor o trabalho da distribuição, permitindo assim que os produtores foquem naquilo que mais sabem fazer, que é produzir conteúdo. Para isso criamos uma plataforma de distribuição de podcast, focando em simplicidade e usabilidade, possibilitando que qualquer pessoa possa criar um canal de podcast de forma tão simples como criar uma conta em uma rede social.

Podcasting

Assine:

Ver todos episódios

Final do Ciclo: Dados, Downloads e Ouvintes.

Esse é mais um podcast do Megafono, meu nome é Emerson Almeida e depois de alguns changelog vamos fechar oficialmente nosso ciclo.

Caso você ainda não saiba o que é o Changelog, Eu te explico agora, p Changelog é nosso podcast sobre as mudanças que estamos fazendo no Megafono, é um podcast super curto com informações bem quentes do que estamos entregando, falamos de algumas funcionalidades que nem todo mundo ainda tem acesso, lá você fica sabendo de tudo que acontece, com as novidades saindo direto do nosso controle de versão, sai direto do nosso código (apesar de eu tentar não ser muito técnico). 

Antes de começar, o aviso de sempre, eu gostaria de falar para você que temos um grupo no Telegram, e lá discutimos bastante sobre produção de podcast, conversamos sobre as novidades que andam acontecendo, tem uma galera lá que manja muito de podcast, e estamos sempre nos ajudando, então conto com você lá, acesse t.me/megafonohost para participar, vou deixar esse link aqui no show-notes.

Há dois meses que gravei o último podcast, falando sobre o nosso ciclo, que chamamos de Dados, Downloads e Ouvintes e hoje no fechamento desse ciclo quero pegar cada ponto que falei lá naquele episódio, inclusive estou com a pauta dele aberto aqui, e comentar como ficam aqueles pontos.

Dados, Downloads e Ouvintes.


Tínhamos dois problemas para resolver em relação nossa grande entrega, que daria para resumir em: “queremos melhorar a qualidade de informações que estamos coletando e mostrando para os produtores.” Para fazer o link com o episódio passado, falei lá que queremos: “oferecer informações mais relevantes para os produtores” e “estar em acordo com o máximo possível das diretrizes de medição de podcast proposta pela IAB”. No episódio passado tem essas coisas nos detalhes, agora quero contar como foi o desenrolar dessas coisas nessas semanas.

Fiquei alguns meses desenvolvendo o coletor de download, essa parte do Megafono é importantíssima, ela recebe todas as intenções de downloads dos ouvintes e salva elas para serem analisadas depois, a forma anterior que tínhamos, e que temos ainda, nem tudo migrou para o novo sistema, porem a forma anterior não estava me deixando muito satisfeito, primeiro que o custo era alto, o que já me deixava triste, depois eu tinha pouca liberdade para otimizar ela, por outro lado, e exatamente por causa desses dois problemas, ela era uma solução que eu não precisei desenvolver, e isso foi muito importante, no começo do Megafono, para eu entregar uma plataforma robusta de começo com pouco tempo, eu não me arrependo dessa escolha, mas tudo tem seu tempo. Então faz um tempo que venho testando esse novo sistema, na Weekly#16 em junho deste ano, 2018, falei que os planos gratuitos agora usariam o que chamei de Megafono Download, nesse episódio já era sabido que eu estava desenvolvendo o projeto, ou seja, tivemos um bom tempo para testar tecnologias diferentes, e amadurecer o projeto, eu pessoalmente estou bem feliz com o resultado do Megafono Download, que agora fica disponível para todos os produtores.
 
O resultado dele para você é visto lá na outra ponta, que são os dados de download, vamos trabalhar bastante nisso, hoje colocamos alguns gráficos básicos, um deles o de cidade, que tem uma assertividade questionável, eu já falava disso há bastante tempo, buscar dados geográficos pelo IP no Brasil não tem uma boa precisão, mas é possível tirar algumas coisas boas desses dados. Vou deixar as novidades que estou planejando para esses gráficos para um próximo episódio, entre no nosso grupo t.me/megafonohost que lá as novidades chegam primeiro.

Ainda estamos colhendo os resultados dessas mudanças, tivemos uma semana de entrega bem conturbada, duas semanas antes todos os novos canais já começavam no Megafono com o novo modelo, e não tivemos nenhuma crítica ou e-mail no suporte, mas quando demos a opção para o produtor usar o novo modelo, tivemos que atualizar muitos lugares somando os downloads antigos com os novos, isso acabou gerando alguns problemas, que apesar de serem esperados ainda é um transtorno, e acredito que até migrarmos de fato todos os dados vão ser problemático lidar com dados nesse modelo híbrido. 


Sobre as pequenas entregas, eu agora fico pensando o quão pequenas de verdade elas eram, tínhamos duas, primeiro era ajustar o layout do Megafono(a parte visual, o design, a cara, ou seja lá como você chama) e a segunda era sobre o botão de doação ou pagamento que alguns players suportam.

Desde o começo do ano, estou tentando diminuir o trabalho que  tenho em relação à interface no Megafono, então fiz alguns testes durante o ano, e cheguei a conclusão que usar o Material Design, que é uma especificação sobre como os aplicativos devem ser estruturados e como devem ser seus comportamentos, feito pelo Google, se você usa os aplicativos do google tanto no android quanto via web dá para perceber a padronização deles, isso graças ao Material Design, e usar esse framework me ajudaria a padronizar o Megafono também, e como a especificação deles é muito boa, evita que eu pense sobre algumas questões básicas, como, por exemplo: “onde vai esse item do menu?”

O problema que eu tinha muitos testes no projeto que precisava ser removido, bastante coisas das tentativas passadas, então nas semanas fui gradativamente substituindo alguns componentes do site, se você entra bastante no site do megafono, percebeu que o menu lateral, mudou, ficou até um pouco estranho, por que ele já estava com a cara nova, mas o entorno ainda não, e depois quando a barra superior mudou, tudo fez mais sentido. 

Falta ainda algumas coisas para migrar, coisas pequenas, mas conseguimos o que queríamos, que era “ajustar as telas e componentes de acordo com o novo layout” frase essa do episódio anterior. 

Sobre o link de doação ou pagamento, dimensionei muito mal o esforço da tarefa anterior, e não consegui entregar essa, mas está no meu radar e acredito que em breve teremos isso na plataforma.

Esses eram os dois pontos, queríamos também corrigir alguns problemas, e se você escutou os Changelogs, viu que mexemos  com bastante coisas nesse ciclo, não vou repetir aqui para não alongar mais escute nossos episódios do Changelog que boa parte está lá.

Resultados


Sobre nossas metas, a ideia era ter 80% dos podcasts antigos no novo modelo, hoje temos mais de 500 podcasts ativos no Megafono, no novo modelo temos mais 250, ou seja, pelo menos 50% dos podcasts ativos já estão no novo modelo. Porém, nossa meta era sobre os podcast antigos, ou seja, podcasts criados antes do lançamento, considero o lançamento do dia 11 de outubro, que foi quando os novos canais começaram a entrar com o novo modelo ativado por padrão, os canais antigos só tiveram acesso ao novo modelo, 3 semanas depois, no final do ciclo, o que não nos ajuda  a bater nossa meta. De 80% que era nossa meta, temos uma aderência de 40%, o que significa 50% da meta alcançada, acredito que rapidamente iremos  alcançar os 80%, mas dado que só conseguimos lançar no final do ciclo, já ter 50% é bem expressivo, isso fala muito da confiança que temos em relação às mudanças que estamos fazendo, e da quantidade de canais que estão usando o Megafono, em uma semana, mais 200 podcasters entraram na plataforma e optaram pelo novo modelo.

A outra meta era ter 50% dos links de doação configurados, como não conseguimos entregar isso, falhamos nela.

Se você quiser conversar e discutir sobre esse ciclo, falar do que você quer que esteja no próximo, você encontra a gente no twitter em @megafono_host, no telegram em t.me/megafonohost e no e-mail, pode mandar diretamente para mim, em emerson@megafono.host

Agradeço Quezia Cardoso, minha produtora, e o Senhor A pela edição.

Emerson Almeida,
Megafono

Megafono