Nota de Rodapé

Nota de Rodapé é o podcast sobre literatura que não se encaixa nas normas da ABNT. A cada episódio, um livro diferente será discutido e analisado de uma maneira seriamente despretenciosa. Às vezes, convidados darão entrevistas sobre algum tema específico do livro lido, outras vezes, a única voz ouvida será a minha. Não há muitas regras, nem é preciso ter lido o livro para ouvir o episódio. Mas cuidado, esse podcast contém comparações um tanto esdrúxulas e muitas digressões. Estejam avisados. 

Literatura, Artes e Sociedade e Cultura

Assine:

Episódios Mostrando página 1 de 1 (3 episódios)

3. Uma Vida Pequena, de Hanya Yanagihara

Esse é um episódio investigativo 🕵️‍♀️ CUIDADO!

Quando eu li Uma Vida Pequena, de Hanya Yanagihara, eu tive muitas dúvidas; se era um bom livro, se eu tinha gostado, se era melodramático demais, se eu ainda sabia ler criticamente e analisar um livro. Me questionei tanto que comecei a duvidar da minha inteligência e capacidade como leitora, até que resolvi olhar com mais detalhe para ele. Me guiando pelo conhecimento que tive da faculdade de Letras, resenhas e críticas que achei no Goodreads e em sites por aí, e conversando com amigas, comecei minha investigação para descobrir se Uma Vida Pequena é um livro bom.

Nesse episódio, além da minha voz, vocês ouvirão:
a Anna Vitória Rocha, escritora, pessoa da internet e editora do site Valkírias (http://valkirias.com.br/).
Vocês podem encontrar a Anna no twitter em: https://twitter.com/loveology_x.
e a Milena Martins, também escritora e pessoa da internet. Vocês podem encontrar a Milena no twitter em: https://twitter.com/backinkansas

Textos e livros usados nesse episódio: 


1. A Little Life: The Great Gay Novel Might Be Here: https://www.theatlantic.com/entertainment/archive/2015/05/a-little-life-definitive-gay-novel/394436/
2. Hanya Yanagihara: ‘I wanted everything turned up a little too high’: https://www.theguardian.com/books/2015/jul/26/hanya-yanagihara-i-wanted-everything-turned-up-a-little-too-high-interview-a-little-life
3. A LITTLE LIFE: THE BEST BOOK, OR THE WORST?: https://the-niche.blog/2019/03/18/a-little-life-the-best-book-or-the-worst/
4. CABRAL, Bianca Rodrigues. Contos de fadas: da tradição oral à contemporaneidade. A MAR gem: Revista Eletrônica de Ciências Humanas Letras e Artes. 2016. 
5. Hanya Yanagihara and Gerry Howard: https://slate.com/culture/2015/03/hanya-yanagihara-author-of-a-little-life-and-her-editor-gerry-howard.html
6. Hanya Yanagihara’s ‘A Little Life’: https://www.nytimes.com/2015/04/05/books/review/hanya-yanagiharas-a-little-life.html?_r=0
7. Sessions with a Poker: https://www.lrb.co.uk/v37/n18/christian-lorentzen/sessions-with-a-poker
8. Queer Eye’s Antoni Porowski Goes Deep on A Little Life: https://www.vulture.com/2018/02/queer-eye-antoni-porowski-a-little-life.html.

Júlia Medina
twitter: https://twitter.com/iamjumed
instagram: https://www.instagram.com/iamjumed/
goodreads: https://www.goodreads.com/user/show/60885277-j-lia-medina

2. Autobiography of Red, de Anne Carson

Nesse episódio eu falo sobre o imenso Autobiography of Red, da poeta, ensaísta, professora e tradutora (o currículo dela é gigantesco mesmo), Anne Carson. Esse livro pode ser lido e relido dos mais diferentes jeitos, e como ele infelizmente não possui tradução para o português, preferi falar mais da estrutura do livro e daquilo que o circunda -- a mitologia grega e a tradição literária! É claro que não esqueço de mencionar de que nesse livro, o herói não mata o monstro, e sim o monstro e o herói se apaixonam.

Links!
Sobre Estesícoro: https://www.britannica.com/biography/Stesichorus
Tropos de Autobiography of Red: https://tvtropes.org/pmwiki/pmwiki.php/Literature/AutobiographyOfRed

Obras citadas!
ADORNO, Theodor. “Posição do narrador no romance contemporâneo” In: Notas de literatura I. São Paulo: Editora 34, 2003.
CARSON, Anne. Autobiography of Red. New York: Vintage Contemporaries, 1998.
ELIADE, M. Mito e Realidade. São Paulo: Perspectiva, 2005.
GRIMAL, Pierre. “Dicionário da Mitologia Grega e Romana”, tradução de Victor Jabouille, 5ª edição, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.
ROCHA, E. O que é mito? São Paulo: Brasiliense, 1999.

Para falar comigo, pode mandar um grito lá no twitter na @iamjumed, ou um email pra notaderodapepodcast@gmail.com

1. A Montanha Mágica, de Thomas Mann

Para o primeiro episódio, escolhi reler um dos meus livros favoritos, A Montanha Mágica, de Thomas Mann. O livro tem quase mil páginas e conta a história de Hans Castorp, um jovem de Hamburgo que decide visitar seu primo num sanatório de tuberculose em Davos por três semanas e acaba ficando sete anos. A Montanha Mágica pode parecer chato e monótono de início, mas se você der uma chance para o Hans, é fácil se encantar pela sua vida repetitiva, cheia de discussões que não levam a lugar nenhum, amores não consumados e o tempo, ah, o tempo!

Para me ajudar a pensar como seria um sanatório de tuberculose no século XX, eu trouxe minha amiga Serenna Mehlmann, que é estudante de enfermagem, para uma conversa sobre as questões mais práticas da doença e do dia-a-dia de pacientes tuberculosos.


Links!
Buzzfeed Unsolved - The Haunted Halls of Waverly Hospital: https://www.youtube.com/watch?v=LXhLlWQtdt0&list=PLD8iUdp33PqSmH4NjDm6lk1YiNUhLCxj4&index=12&t=0s
Diálogo entre Hans Castorp e Clawdia Chauchat traduzido do francês: http://agarrandooconceito.blogspot.com/2009/03/montanha-magica-thomas-mann-trechos-em.html
Conferência dada por Thomas Mann em Princeton sobre A Montanha Mágica: https://periodicos.fclar.unesp.br/perspectivas/article/viewFile/2008/1638
Crazy Ex-Girlfriend: Os anos de aprendizado de Rebecca Bunch: http://valkirias.com.br/crazy-ex-girlfriend-os-anos-de-aprendizado-de-rebecca-bunch/


Obras citadas!
GOETHE. "Fausto I". São Paulo: Editora 34, 2011. 
MANN, Thomas, "A Montanha Mágica". São Paulo: Nova Fronteira, 2006. 
ROSENFELD. Anatol.  "Thomas Mann: Apolo, Hermes, Dionisio". In: "Texto e Contexto I". São Paulo: Perspectiva, 2013.

A música de abertura foi feita por Lucas Medina. 

Para falar comigo, você pode me mandar um oi na @iamjumed, tanto no twitter quanto no instagram!
Para mandar um email, só usar o notaderodapepodcast@gmail.com 

Megafono