Ofício Divino das Comunidades - Oração da Tarde - Tempo da Páscoa

O Ofício Divino está no bojo da grande Tradição da Igreja em promover durante as horas do dia o louvor e a ação de graças a Deus. 
Herdada da tradição do judaísmo, os primeiros cristãos viram nessa prática uma oportunidade de, com hinos, salmos e cânticos, associarem no ritmo das horas uma eloquente manifestação do Filho Jesus, por sua morte e ressurreição.
Praticado por muito tempo por monges e monastérios, o Concílio Vaticano II recolocou o Ofício Divino em seu lugar, ou seja, devolveu-o ao povo, que, pode fazê-lo de acordo com suas necessidades, e ainda, como meio de unir-se universalmente à oração da Igreja que ora sem cessar pelas diversas necessidades do mundo.
No Brasil, uma versão mais adaptada da Liturgia das Horas (o outro nome do Ofício Divino) foi preparada por alguns teólogos, liturgistas, músicos, artistas e demais pessoas, justamente para devolver ao povo o gosto da reza, da oração de louvor e ação de graças, unindo também à inculturação. 
Esse roteiro encontra-se no livro chamado "Ofício Divino das Comunidades", da Editora Paulus, que já se encontra em sua 3ª edição (2018).
Escolhemos alguns roteiros dos Domingos da Páscoa, adaptados a partir deste livro, e o dispomos para você ouvir e se encantar.

Religião e Espiritualidade, Música e Cristianismo

Assine:

Episódios

Megafono