Precisamos Falar

Um podcast sobre tabus e temas complexos da feminilidade entre duas gerações de mulheres, mãe e filha, Diana e Júlia Corso.

Sociedade e Cultura, Sexualidade e Autoajuda

Assine:

Episódios Mostrando página 1 de 1 (5 episódios)

Mulheres Guerreiras

Em Mulheres Guerreiras, episódio que encerra a primeira temporada de Precisamos Falar, Julia e Diana Corso abordam a temática da guerra sob o ponto de vista feminino, através da análise de livros e filmes.

Casamento

No episódio de hoje Diana e Julia Corso falam sobre Casamento, as funções femininas no casamento, sonho, cárcere ou troféu do marido?
Mãe e filha, analisam o casamento e um caminho para a felicidade possível.

Obras citadas:

Mulheres Pefeitas, Ira Levin (1972); A Esposa, Björn Runge (2017); O conto da Aia, Margaret Atwood (1985); Casa de Bonecas, Henrik Ibsen (1879); Simone de Beauvoir

Beleza

Diana Corso e Júlia Corso, mãe e filha, discorrem sobre a indústria da beleza e os conceitos de feminilidade, recortes raciais, sociais, de tempo, gênero e faixa etária fazem parte desta interessante e tão necessária conversa.

Referências do episódio:
Branca de Neve (Irmãos Grimm, 1938) 
You’ve heard of rape culture, but have you heard of pedophile culture? (Alicen Grey, 2015)
Lolita (Vladimir Nabokov, 1955)
Beleza Americana (Sam Mendes, 2000)
O Mito da Beleza (Nayomi Wolf, 1990)
Orlando (Virginia Woolf, 1928)

Maternidade

Diana Corso e Júlia Corso, mãe e filha, em edição especial de Dia Das Mães conversam sobre as múltiplas formas de "ser" mãe; idealização, medo e fantasia.

Referências do episódio:
Alien, O oitavo passageiro (Ridley Scott,1979)
Sexo invisível; O verdadeiro papel da mulher na pré-historia (de J. M. Adovasio / Olga Soffer / Jake Page; 2009)
MAMA (Andy Muschietti
O bebê de Rosemary (Roman Polanski, 1969)
Bird Box (Susanne Bier,2018)
Precisamos falar sobre Kevin (Lynne Ramsay,2012); Livro (Lionel Shriver )

Menstruação

No primeiro episódio da temporada, a psicanalista Diana Corso e sua filha Julia Corso falam, sem meias palavras, sobre o tabu da menstruação. Referenciando livros e filmes, trazem questões e temas difíceis e importantes a serem debatidos. Não é novidade que “Precisamos Falar.”

Referências:

Absorvendo o Tabu - documentário Netflix vencedor do Oscar 2019 (Rayka Zehtabchi, 2018)
Sonhos Roubados (Eliane Trindade, 2010) 
Se os homens menstruassem (Gloria Steinem, 1978)
As virgens suicidas (Jeffrey Eugenides, 1993); filme(Sofia Coppola, 1999)
Carrie, a estranha (Stephen King, 1974); filme (1976, 2002 e 2013)

Megafono