Prof. Eraldo História Com Ciência

Assine:

Ver todos episódios

Deutsches Requiem - Jorge Luis Borges = por Eraldo Pieroni

Deutsches Requiem
de Jorge Luis Borges.

Conto
do mais que famoso escritor, jornalista e crítico Argentino, que morou na Espanha por sua contradição ao Peron e à Ditadura Militar Argentina, nasceu no ano de 1899 e faleceu em 1986.
Passou pelas duas Grandes Guerras Mundiais, presenciou os governos militares e fascistas de Espanha e Portugal, além daqueles plutocratas e fascistas instalados na América do Sul durante as décadas de 60, 70 e 80.

A Minha Edição é esta que apresento como Capa  do Podcast: "Jorge Luis Borges : O ALEPH, São Paulo, Globo, 1996; tradução de Flávio José  Cardoso. O conto "Deutsches Requiem" está na página 63

Deixo abaixo o link em que pode encontrar o conto em PDF no meu site.

https://www.eraldopieroni.com/pdf-hist%C3%B3ria-e-literatura

O Protagonista da História, Otto Dietrich zur Linde, realmente existiu. Serviu ao lado de Joseph Goebels.

Só que este Otto Dietrich real NÃO é o mesmo do Real.

Ele não morreu após o julgamento de Nuremberg.

O  Otto Dietrich zur Linden é a soma do verdadeiro Otto Dioetrich com o O.D. zur de Linden que sintetiza dentro da cadeia antes de sua execução  como a Derrota da Alemanha NÃO COLOCOU FIM ao que o MUNDO NECESSITAVA;  DE POR FIM AO JUDAÍSMO, AO AMOR E COMPAIXÃO DE CRISTO, PRESENTE NO CRISTIANISMO.

QUE A VERDADE DO HOMEM ESTÁ NA DISPUTA E NA VIOLÊNCIA.

AS NAÇÕES VENCEDORAS DA ALEMANHA EM 1945, CONTINUARIAM COM A MISSÃO DE USAR A ESPADA PARA REGER A EXISTÊNCIA DA HUMANIDADE.

DEIXO O CONTO PARA VOCÊS REFLETIREM SOBRE ISTO.

DEPOIS DO QUE A WIKIPÉDIA APRESENTA SOBRE O VERDADEIRO OTTO DIETRICH, FAÇO ALGUNS APONTAMENTOS SOBRE O MEU ENTENDIMENTO DO CONTO.

Colo abaixo as informações obtidas na Wikpédia:


Otto Dietrich
(31 de Agosto de 1897 - 22 de Novembro de 1952) foi um SS-Obergruppenführer, do Terceiro Reich, chefe de imprensa e amigo pessoal de Adolf Hitler.


Após a Primeira Guerra Mundial, ele recebeu a Cruz de Ferro (Primeira classe). Então, foi para as universidades de Munique, Frankfurt e Freiburg, aonde se tornou doutor em ciências políticas em 1921.


Era grande apoiador da ideologia Nazista, e se tornou membro do Partido Nazista(NSDAP) logo após sua fundação, em 1919. Em 1 de Agosto de 1931, foi apontado como chefe de imprensa do NSDAP, e no ano seguinte, entrou na SS


Seu trabalho com Joseph Goebbels, foi famoso pelos grandes desentendimentos. Ambos eram obrigados a reparar o erro cometido pelo outro.

Foi julgado pelos seus atos, após o Julgamento de Nuremberg onde foi acusado de crimes contra a humanidade e foi sentenciado por sete anos. Na prisão de Landsberg escreveu o livro "O Hitler que eu conhecia", uma crítica ao regime nazista e a Adolf Hitler.


Dietrich morreu em Düsseldorf.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Otto_Dietrich

Evidentemente Jorge Luis Borges leu o livro  de Otto Dietrich e escreveu este conto.

Na minha leitura, aponto no início  e no fim que de forma alguma apoio o  Nazismo  e nem o Fascismo.

Lis este conto há muito tempo. Decidi publicá-lo  em Podcast por vivermos hoje num  momento em que Neo Librais militaristas e de extrema direita assumem o poder político em vários países, inclusive o BRASIL, disseminando a violência civil, o segregacionismo  social, racial, com políticas plutocráticas relevantes aos brancos. O que vemos na política sanitária  de Bolsonaro que favorece empresários brancos e plutocratas; que invés de preparar um política sanitária eficasz, fica mandando para o Congresso Leis de Vendas de Armas, preparando seus asseclas e simpatizantes para uma Guerra Civil pró o Golpe de Estado.

O Personagem Otto Dietrich zur Linde, na obra de Borges justifica sua EXECUÇÃO  afirmando:

Está nas páginas 68 e 69 da obras supra citada: "Ameaça agora  o mundo uma época implacável. Nós a forjamos, nós que já somos sua vítima. 
"Que importa que a Inglaterra seja o martelo e nós a bigorna? O importante é que reine a Violência, não a servil  timidez cristã. Se a vitória e a injustiça e a felicidade não são para a Alemanha, que sejam para as outras nações. Que o céu exista, mesmo que nosso lugar seja o inferno."

Curtam este Podcast. O link do texto do conto em PDF já está postado acima.

http://multigriot.blogspot.com/2021/04/jorge-luis-borges-detusches-requiem.html?view=classic

Obrigado.
Prof. Eraldo Pieroni.
https://www.eraldopieroni.com/

Megafono