Universo Literário

Assine:

Ver todos episódios

Clarice Lispector, a hora da grande estrela brasileira da literatura

Clarice Lispector
====================================
  • Dia 8 de dezembro: assassinato de John Lennon, nascimentos do pintor Diego Rivera, da poetisa Florbela Espanca e de Jim Morrison. Dia 10 é o aniversário de Ada Lovelace. Dia 11, Carlos Gardel e Noel Rosa. Dia 12, Flaubert, Frank Sinatra e Silvio Santos e, finalmente, Dia 13: Luís Gonzaga e Adélia Prado.
  • Mas a grande homenageada nesta semana é uma mulher que também faz aniversário esta semana (inclusive aniversário de nascimento e de morte). Uma escritora que nasceu na Ucrânia, mas que tem valores e raízes totalmente fincadas no Brasil. Vamos falar sobre Clarice Lispector.
  • Clarice Lispector, nascida Chaya Pinkhasovna Lispector, nasceu dia 10 de dezembro de 1920 em Tchetchelnik, na Ucrânia e faleceu dia 9 de dezembro de 1977 aos 56 anos. Clarice, como passou a se chamar quando imigrou para o Brasil, é autora de romances, contos e ensaios e é considerada uma das mais importantes escritoras do século XX.
  • É filha de Pinkouss e de Mania Lispector. O casal já tinha duas outras meninas: Leia, de 9 anos, e Tania, de 5. O nascimento ocorre durante viagem de emigração da família em direção à América – os pais, judeus fugiam do antissemitismo daquela região européia.
  • A família passou um breve período em Maceió, mas consolidou-se mesmo em Recife onde Clarice cresceu e onde, aos oito anos, perdeu a mãe (ela mesma sempre se declarou pernambucana). Aos quatorze anos de idade transferiu-se com o pai e as irmãs para o Rio de Janeiro, local em que a família se estabilizou e onde o seu pai viria a falecer, em 1940. 
  • Desde pequena, Clarice estudou várias línguas (português, francês, hebraico, inglês, iídiche) e teve aulas de piano. Era boa aluna na escola e gostava de escrever poemas. Sempre foi muito ligada à literatura tendo lido obras de gigantes como Herman Hesse, Julien Green e Dostoiévski além de Eça de Queirós, Machado de Assis José de Alencar, Graciliano Ramos, Jorge Amado e Rachel de Queiroz.
  • Em 1939, com 19 anos, ingressa na Escola de Direito da Universidade do Brasil e começa a dedicar-se totalmente à sua grande paixão: a literatura, logo se consagrando como escritora, jornalista, contista e ensaísta, tornando-se uma das figuras mais influentes da Literatura brasileira e do Modernismo, sendo considerada uma das principais influências da nova geração de escritores brasileiros. É incluída pela crítica especializada entre os principais autores brasileiros do século XX.
  • Após a morte de seu pai, em 1940, Clarice começa sua carreira de jornalista. Nos anos seguintes, trabalha como redatora e repórter na Agência Nacional, no Correio da Manhã e no Diário da Noite.
  • Em 1943, casa-se com o Diplomata Maury Gurgel Valente, com quem teve dois filhos. Seu primogênito, Pedro, foi diagnosticado com esquizofrenia. Seu segundo filho, Paulo, foi afilhado do escritor Érico Veríssimo.
  • Devido à profissão de seu marido, Clarice viveu em muitos países do mundo, desde Itália, Inglaterra, Suíça e Estados Unidos. O relacionamento durou até 1959, e quando resolveram se separar, Clarice retornou ao Rio com seus filhos.
  • Suas principais obras marcam cada período de sua carreira. Perto do Coração Selvagem foi seu livro de estreia, publicado quando Clarice tinha 24 anos de idade; Laços de Família, A Paixão segundo G.H., A Hora da Estrela e Um Sopro de Vida são seus últimos livros publicados. 
  • Sua obra está repleta de cenas cotidianas simples e tramas psicológicas, reputando-se como uma de suas principais características a epifania de personagens comuns em momentos do cotidiano. Eu recomendo todos os livros de Clarice, pois todos são acessíveis e trazem um pouco da escritora, com destaque, claro, para Perto do Coração Selvagem(1943),  A Hora da Estrela (1977), Laços de Família (1960), A paixão segundo G. H. (1964) e A descoberta do mundo (1984).

Megafono